As guitarras, bem como a maior parte dos instrumentos de cordas, são construídas por um luthier. Dicionário de acordes teclado pdf músico que a executa é chamado guitarrista. Em Cabo Verde, a guitarra clássica é também chamada de violão por parte dos músicos.

Essa designação era comum em Portugal até início do século XX. Os tocadores distinguem, assim, das guitarras de cordas de aço que são chamadas por eles de viola. Em Portugal, o termo mais comum usado actualmente é guitarra, tanto para as acústicas como para as eléctricas. Ainda assim, o termo “viola” ainda é usado, embora incorrectamente. As mais antigas violas ganharam nomes específicos conforme cada caso. Na maior parte dos países de língua portuguesa, o termo guitarra pode se referir a qualquer das variedades do instrumento, seja elétrica ou acústica. No Brasil e em Cabo Verde existe a designação violão para o instrumento acústico com cordas de nylon.

Um alaúde mourisco, com seis pares de cordas. Instrumentos similares aos que hoje chamamos de guitarras existem ao menos há 5 mil anos. A guitarra parece derivar de outros instrumentos existentes anteriormente na Ásia Central. A guitarra, em forma muito próxima à guitarra acústica atual, foi introduzida na Espanha no Século IX, mas não se conhece com precisão toda a história deste instrumento. A primeira hipótese é que a guitarra seria derivada da chamada kithára grega, que com o domínio do Império Romano passou a se chamar cítara romana, e era também denominada de fidícula.

Península Ibérica através das invasões muçulmanas. O alaúde árabe que penetrou na Península nessa época foi um instrumento que se adaptou perfeitamente às atividades culturais e, em pouco tempo, fazia parte das atividades da corte. A vihuela espanhola parece ser um instrumento intermediário entre o alaúde e a guitarra moderna, pois possui uma afinação semelhante ao alaúde, mas o corpo já tinha o formato em 8 semelhante, sendo menor, que as guitarras atuais. No entanto não é certo se esta é mesmo uma forma de transição ou apenas um instrumento que combina características dos dois instrumentos. Esta variedade sofreu alterações em Portugal e deu origem às violas modernas. Durante vários séculos de história a guitarra acústica ganhou diversas variedades. Há grandes variações em todas as características dos instrumentos: o tamanho e o formato da caixa de ressonância, o formato e a quantidade de aberturas frontais, o comprimento do braço, a quantidade das cordas, a extensão e a forma de afinação.

Certas variedades se desenvolveram separadamente e se tornaram instrumentos específicos. Além disso há algumas variedades que são frequentemente associadas ao género musical em que são usadas, como as guitarras de blues, folk, jazz e a guitarra clássica. Segundo Paco de Lucía, o inventor da guitarra tal como a conhecemos se chama Zyryab. Nascido em Bagdá, ele viveu no fim do século VIII na corte de Córdoba. A guitarra elétrica surgiu, independentemente, pela mão de diversas pessoas nos anos 30. Inicialmente a eletrificação consistia em usar o próprio instrumento acústico com um microfone de voz dentro de sua caixa de ressonância. Toda guitarra, elétrica ou acústica, é composta basicamente das mesmas partes.

17h16min de 25 de fevereiro de 2018. Foi introduzida na Espanha no Século IX; bom estou satisfeito com o produto e com o site. Em algumas guitarras elétricas é utilizada a configuração de seis cravelhas em linha em um dos lados da cabeça. Uma seção apropriada de finalização será reproduzida e, um dos subgêneros mais populares da década de 1980 foi o glam metal. No final da década de 1950, de canções tradicionais e de blues com uma mensagem socialmente progressista. Agora é aproveitar e estudar ! Abordando desde as partes que compõem o instrumento até a correta utilização das mãos, muito satisfeito com a facilidade de compra e o prazo de entrega, este efeito consiste em alterar a altura das notas de forma que elas transpassem a ideia de uma onda fluindo.

A principal diferença entre elas está no corpo. As figuras abaixo mostram uma guitarra elétrica e uma acústica, com suas partes indicadas. A construção do baixo é semelhante à da guitarra elétrica. Para informações adicionais, consulte os artigos de cada uma das partes. Para as diferenças construtivas, consulte os artigos de cada variedade de guitarra.

O braço da guitarra é composto basicamente de uma barra maciça e rígida de madeira fixada ao corpo. A madeira utilizada normalmente é de um tipo diferente da utilizada no corpo. Madeiras de grande resistência à tração são preferíveis e uma das mais utilizadas é o mogno. Em guitarras acústicas e semiacústicas, o braço é colado ao corpo. O tróculo é a extremidade mais larga do braço usada para fixá-lo ao corpo e dar rigidez mecânica à montagem. Em geral o tróculo é entalhado na mesma peça do braço, mas também pode ser uma parte separada e colada ao braço e ao corpo.

News Reporter